terça-feira, 22 de junho de 2010

"Meça as pessoas pelo seu caráter, e não pelas roupas que a disfarçam"

Postado por Adriana Hirt Agner às 14:59

No século XX, a consagração da propaganda extensiva fez com que homens e mulheres se transformassem em verdadeiros anúncios abmulantes... Num delírio de ostentação quem não usasse a marca certa, bem exposta, quase uma placa de identificação, não tinha acesso aos "lugares certos", com as "pessoas certas", do "jeito certo".
O importante não era o recado que se diexava escrito, mas, a caneta com que se escrevia este recado.
Este novo século, ao que parece, já esta se transformando exatamente no oposto...
O que mata a sede é a bebida, não a garrafa. Saber se exibir é saber ser discreto. Ninguém mais quer vestir um rótulo... Não existe mais bula para andar na moda.
As pessoas sentem que o cargo não faz o homem, que o hábito não faz o monge, e o que interessa é colocar o seu jeito na roupa que vestem...

"Aqueles para quem a roupa é a parte mais importante da pessoa, acabam, geralmente, por valer tanto quanto a sua roupa." (William Hazlitt)

1 comentários:

Carlinha Salgueiro on junho 26, 2010 6:23 AM disse...

Não é só a imagem que se transformou em motivo de PREjulgamento. Nossos gostos e hobbies também muitas vezes são confundidos.
Cansei de ouvir por aí, que se afloro meu lado mulher, que se gosto de maquiagem, esmalte e outras coisinhas sou fútil.
É engraçado, porque as pessoas se prendem naquilo que a gente decide mostrar na internet.
Comer um quilo de sal conosco é outra coisa.
Saber os trens que pegamos, as mensalidades de faculdade durante anos que custaram abdicar de muitas futilidades para chegar onde chegamos é ninguém quer ver, né?
O mundo é mesmo complicado, e isto cansa.
Por isto desisti. A tendência é sempre piorar.

Beijos!

Related Posts with Thumbnails
 

Mundo Mulher Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Online Shop Vector by Artshare